Afronte

Ficção e documentário se cruzam para mostrar o processo de transformação e empoderamento de Victor Hugo, um jovem negro e gay, morador da periferia do Distrito Federal. Seu relato se mistura aos depoimentos de outros jovens, cujas histórias revelam diferentes formas de resistência, encontradas em discursos de valorização do negro gay.

Edição: 
2018
Mostra para exibição:
Classificação indicativa:
Gênero:
Direção: 
Bruno Victor e Marcus Azevedo
Biografia: 

Bruno Victor dos Santos Almeida estudante de Audiovisual pela Universidade de Brasília atuou como assistente de fotografia dos curta-metragens A Caixa(Brasília-DF)(2015),A Hora da Morte (2015) ,Waldo sem Vanda (2016) e direção de fotografia doDocumentário Lima (2015), estagiou na função de assistente de produção no programa para Tv, Caça aos monstros. (2016) - Gravidade Zero, foi diretor e editor do Documentário Lourdes Teodoro (2016). Em 2017 Co escreveu e co dirigiu o Doc-ficção Afronte, estágio em Produção Cinema John Akomfrah - CCBB (2017) e foi Social Midia no Festival de Cinema O Anjo Exterminador -CCBB(2018). Marcus Azevedo é licenciado em Geografia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ e bacharel em Comunicação Social, habilitação audiovisual, pela Universidade de Brasília – UnB. É professor da Secretaria de Educação do Distrito Federal, bem como atua em diferentes áreas da produção cinematográfica. Dentre outras realizações, roteirizou e dirigiu o curta-metragem Afronte, premiado em diferentes festivais de cinema, e trabalhou na produção do I Encontro Nacional de Cineastas e Produtoras Negras, em 2017. Atualmente trabalha na produção do documentário Filhas de Lavadeira que está em fase de finalização.

Roteiro: 
Bruno Victor e Marcus Azevedo
Produção: 
Renata Schelb e Juliana Melo
Montagem e edição: 
Lucas Araque
Elenco: 
Victor Hugo Leite
Local: 
Distrito Federal
Ano de produção: 
2017
Duração em minutos: 
16
Formato de captação:
Programação: 
Fronteiras Imaginárias 2
Imagem de capa: 
Direção de arte: 
Ana Julia Melo
Direção de fotografia: 
Ana Carolina Matias
Trilha sonora: 
Loucas Figueiras e Stefano Luna